Warning: openlog() has been disabled for security reasons in /home/storage/d/18/55/webme1/public_html/drupal/modules/syslog/syslog.module on line 82
Artur Nogueira | Paulinia.net

Artur Nogueira

Caminhão tem carga roubada e cabine incendiada

Caminhão partiu de Paulínia. Motorista está desaparecido

PIB da RMC: Vinhedo é a economia que mais cresce e Paulínia uma das que menos cresce

Hopi Hari em Vinhedo  por Naíra Teixeira Dias (licença CC-BY-ND)
Confira o ranking do PIB e PIB per capita dos municípios da Região Metropolitana de Campinas.

O IBGE divulgou nesta terça-feira o PIB (Produto Interno Bruto) dos municípios brasileiros relativo a 2011. O PIB municipal representa a atividade econômica de cada município e a soma dos municípios representa a atividade econômica do país. O PIB per capita representa uma média da produção dividido por habitante.

Uma análise gráfica da evolução do PIB dos 19 municípios que compõe a RMC (Região Metropolitana de Campinas) nos permite identificar quais os municípios que têm conseguido desenvolver a sua atividade econômica e quais os que estão quase estagnados. Como Campinas tem uma economia cinco vezes maior do que Paulínia, foi removido do gráfico para melhor visualização:


Do gráfico acima, destacamos:

  • Paulínia segue como a segunda maior economia da RMC, atrás apenas de Campinas;
  • Vinhedo é o grande destaque; Era a 7ª economia em 2008 e agora em 2011 é a 4ª maior economia da RMC; Usando uma metáfora da Fórmula 1: Vinhedo seria a economia "Sebastian Vettel" da RMC; A tendência é que supere a economia de Sumaré e de Paulínia nos próximos anos;
  • Nova Odessa também têm conseguido desenvolver bem sua economia;

Abaixo segue a tabela completa incluindo Campinas. Para classificar a tabela, clique nos títulos das colunas.

Ranking do PIB e PIB per capita dos municípios da RMC

PIB em bilhões de reais a valores correntes

Município 2007 2008 2009 2010 2011 Crescimento
2007-2011 (1)
PIB per capita (R$)
Campinas 26,8 29,3 31,7 36,7 40,5 51% 37.166
Paulínia 6,3 6,7 7,8 8,1 8,2 29% 96.897
Sumaré 5,6 6,8 6,9 7,8 7,9 40% 32.326
Vinhedo 2,9 4,4 5,8 6,7 7,3 149% 112.671
Americana 5,2 5,3 6,1 6,7 6,9 32% 32.224
Hortolândia 3,9 4,8 4,9 6,2 6,7 72% 34.233
Indaiatuba 4,0 4,6 5,2 5,8 6,0 50% 29.070
Santa Bárbara d'Oeste 2,8 3,0 3,1 3,8 4,0 42% 21.954
Valinhos 2,7 3,1 3,0 3,6 4,0 49% 36.536
Itatiba 2,5 2,5 2,9 3,4 3,4 35% 33.311
Jaguariúna 2,4 2,5 2,7 3,1 3,4 41% 74.039
Nova Odessa 1,0 1,1 1,6 2,0 2,2 117% 41.901
Monte Mor 1,0 1,0 1,1 1,2 1,4 40% 28.209
Cosmópolis 0,6 0,7 0,8 1,0 1,0 54% 16.045
Pedreira 0,5 0,6 0,6 0,7 0,7 38% 16.827
Artur Nogueira 0,4 0,4 0,5 0,5 0,7 63% 14.939
Holambra 0,5 0,4 0,5 0,5 0,6 27% 49.485
Santo Antônio de Posse 0,4 0,3 0,3 0,4 0,5 24% 21.759
Engenheiro Coelho 0,2 0,2 0,2 0,2 0,3 57% 18.158

(1) Os valores são correntes, portanto não é o crescimento real pois contém a inflação do período.

Da tabela acima, destacamos:

  • Paulínia é a segunda maior economia da RMC, porém é uma das que menos cresce; Somente Holambra e Santo Antônio de Posse cresceram menos que Paulínia;
  • Como deu pra perceber também no gráfico, Vinhedo é a economia que mais cresce; Nova Odessa também tem crescimento bastante expressivo; Destaque também para o crescimento de Hortolândia;
  • Vinhedo, além de ter a economia que mais cresce, também é a que possui o maior PIB per capita;
  • Paulínia, apesar da ligeira estagnação em seu desenvolvimento econômico, segue como o segundo maior PIB per capita da RMC, atrás apenas de Vinhedo; Pra Paulínia dar errado é preciso fazer muito esforço;

Conclusão

O PIB serve para medir a atividade econômica apenas. Neste quesito, Vinhedo tem feito uma política agressiva para atrair investimentos através de incentivos fiscais. Isto faz com que a arrecadação de impostos seja menor, gerando menos receita orçamentária disponível para a prefeitura investir. É uma aposta de longo prazo.

Porém Vinhedo não se destaca apenas no PIB: é o município com a melhor colocação no Ranking de Gestão Fiscal da RMC e ocupa a segunda colocação no Ranking de IDH-M da RMC, este sim importante medida da qualidade de vida da população. Portanto os gestores de Vinhedo têm feito o seu dever-de-casa com os recursos que já tem.

Os gestores municipais da RMC têm a aprender com os gestores de Vinhedo.

Foto: Hopi-Hari por Naíra Teixeira Dias (licença CC BY-ND)

Notícia relacionada

Educação "puxa para baixo" IDH-M de Paulínia

Ranking IDH-M 2010 põe Paulínia na 5ª posição na RMC e 58ª posição no país

De acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) divulgados nessa semana, referentes ao ano 2010, Paulínia possui Índice de Desenvolvimento Humano Municipal de 0,795, tendo uma variação positiva de 0,073 em relação ao índice de 2000. O valor enquadra Paulínia no grupo de municípios com "alto desenvolvimento humano".

Na Região Metropolitana de Campinas, Valinhos, Vinhedo, Americana e Campinas têm indicador superior a 0,800 portanto estão no grupo de municípios com "desenvolvimento humano muito alto", com IDH-M melhores que Paulínia.

No Ranking de educação da RMC, Paulínia ocupa a 8ª posição entre os 19 municípios

O IDH-M é calculado com base em três dimensões: Longevidade, Renda e Educação. Na dimensão longevidade Paulínia obteve índice de 0,864, ocupando a 6ª posição na RMC; no quesito renda o índice foi de 0,800, ocupando a 5ª posição na RMC, empatada com Americana, e em educação, 0,727, 8ª posição na região.

O índice da educação, responsável pelo índice geral relativamente baixo, é calculado com base no número de alfabetização entre as pessoas com mais de 15 anos e na frequência a salas de aula. Paulínia tem números baixos em três pontos: pessoas de 18 a 20 anos com ensino médio completo (50,47%), de pessoas de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo (62,22%), e de pessoas de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo (67,95%). Clique aqui para relatório detalhado com desempenho de Paulínia.

Outro rankeamento de educação

Outro indicador, o IPRS - Índice Paulista de Responsabilidade Social, mantido pela Fundação Seade, também aponta deficiências na educação em Paulínia, ao listar Paulínia na posição 100ª no Ranking de Educação entre os 645 municípios do Estado. O mesmo levantamento coloca Paulínia na 2ª colocação no ranking de Riqueza.

Vale lembrar que Paulínia é o município que tem a maior receita per capita no ranking de municípios com receita bilionária.

Conteúdo sindicalizado